O que é Veganismo?

O veganismo é uma postura ética baseada na não-exploração de todos aqueles que são capazes de sofrer e de prezar por sua vida e liberdade.

Todos nós queremos ter paz, ter nossa família, ter nosso canto pra morar, ter um emprego livre de exploração. Além disso, não há nada melhor que viver em liberdade, pois todos concordamos que viver preso é um dos piores sofrimentos que alguém pode experimentar.

Pedimos e lutamos por justiça e agimos com a filosofia de respeitar o próximo. No entanto, se pensamos um pouco no que fazemos aos animais*, podemos concluir que tudo o que não desejamos para nós, nós praticamos contra eles: aprisionamento, tortura, exploração e extermínio cruel. Cometemos uma grande injustiça já que são seres inocentes que nada fizeram contra nós. Se não a fazemos diretamente, pagamos para isso quando vamos ao mercado ou ao açougue e compramos carne ou produtos de origem animal, sem querer enxergar os fatos: dia após dia patrocinamos com nosso dinheiro o sofrimento e a morte em desespero de milhares de animais.

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas os animais são seres sencientes, ou seja, têm sensações e sentem dor tanto quanto nós. Eles também querem ser livres no seu habitat natural e viver de acordo com seus interesses como andar na terra, tomar Sol, procurar o seu próprio alimento ou criarem sua família. Ao impedir os animais de excercerem seus instintos basicos, nós frustramos neles o que é mais essêncial: a vontade de viver (animais confinados começam a se mutilar entre si). Nenhum ser senciente deve ser propriedade de quem quer que seja, pois todos nós somos donos de nossas próprias vidas. Por serem tão sencientes quanto nós, não é difícil concluir que a exploração dos animais é um ato tão injusto quanto à exploração de outros seres humanos.

A realidade mostra a brutalização humana: diariamente milhares de aves, bovinos e suínos, torturados no confinamento a vida toda, são abatidos cruelmente a fim de prover o enriquecimento de uns e o paladar de outros. Os consumidores preferem não pensar no assunto e nem refletir se seu comportamento é ético ou não, pois romper com o comportamento que se opõe ao da maioria dominante exige muita coragem e ousadia.

Queremos ser livres e viver em paz, mas aprisionamos e machucamos. Queremos colher amor e paz em nossas vidas, mas plantamos todos os dias dor e violência. Queremos justiça para punir aqueles que nos indignam, mas torturamos seres inocentes. Queremos ser felizes, mas condenamos ao sofrimento seres que estão a nossa mercê. Tudo isso não mostra a grande hipocrisia que vivemos?

O veganismo nada mais é do que a ampliação dos nossos horizontes morais para além das fronteiras de espécie, do mesmo modo que já superamos as de raça e as de sexo.

Por serem contrários a qualquer tipo de exploração, os veganos não consomem nenhum alimento oriundo da exploração animal como: carnes, peixes, frutos do mar, leite, laticínios e ovos. Substituímos tais produtos por alimentos de origem vegetal onde é possível encontrar os mesmos nutrientes. Não é justo sacrificar os animais apenas por uma questão de paladar, já que existem inúmeros pratos veganos saborosos e nutritivos (veja em nosso site). Aprendemos, desde crianças, que comer carne é indispensável para sermos saudáveis, mas isso não passa de uma grande mentira (somos veganos há anos e estamos ótimos de saúde) que justifica o egoísmo humano de satisfazer seu paladar à custa do sangue e sofrimento dos animais (você já imaginou como é um abatedouro?). É o oportunismo da Industria da carne que divulga esta idéia através do seu marketing e propagandas “bonitinhas”, tudo por ambição ao dinheiro.

O veganismo não se restringe a nossa dieta, pois veganos também não usam roupas e acessórios que contenham lã, couro, seda, peles e plumas, e se opõem a quaisquer eventos que usam animais como entretenimento como circos, rodeios e touradas.

E, como não poderia deixar de ser, se opõem aos testes em animais pelos mesmos motivos que todos se opõe aos testes em seres humanos sem o seu devido consentimento. Testes em animais retratam a face mais cruel das industrias capitalistas: animais são imobilizados durante dias, sendo forçados a ingerir substâncias químicas e ter seus órgãos ou pele corroídos para se medir a tolerância a tais substâncias. Apenas o consumidor pode mudar esta realidade boicotando empresas que testam em animais (veja a lista em nosso site).

Quando a demanda por produtos deste tipo acabar e o número de veganos crescer as indústrias terão que substituir seus atuais produtos e métodos de produção por outros isentos de exploração.

Mesmo se os animais usados como cobaias não fossem submetidos a tortura, o fato de estarem sendo utilizados para satisfazer às finalidades alheias por si só é essencialmente um fato anti-ético, mesmo se este uso viesse a beneficiar milhões de seres humanos. Jamais usaríamos qualquer ser humano, independentemente de suas faculdades mentais, como cobaia ou como doador de órgãos compulsório, por mais vidas que pudessem ser salvas com esta violação de direitos. Como não existe nenhuma característica cientificamente relevante que os seres humanos possuam que o difiram de outro animal senciente (capaz de ter sensações), esta prática deveria ser abolida em nome da coerência.

Os animais nasceram para viverem livres na natureza, por isso conscientizamos as pessoas a não prenderem animais em gaiolas, não comprarem animais de espécie alguma (o que financia a exploração dos reprodutores enjaulados ou o tráfico de animais, onde muitos morrem devido aos maus-tratos). Todos precisam se conscientizar de que um animal não é mercadoria, nem objeto, nem tampouco um brinquedo exótico como muitos pensam.

Quem "reproduz animais" para venda ou comercializa os caçados na natureza, quer ganhar um dinheiro fácil e antí-ético e deveria repensar o assunto. Os ricos fazendeiros se consideram grandes empresários, mas o que sustenta sua fortuna? O sofrimento dos animais, fabricados como objetos. Ganhar dinheiro a qualquer custo, como no caso do sofrimento de outros seres, deveria ser uma prática abolida por qualquer ser humano consciente de que a verdadeira função do trabalho é o desenvolvimento moral e virtuoso de suas habilidades.

O veganismo propõe o respeito para com todas as espécies com as quais dividimos o planeta. Pessoas em todo o mundo comprovam que a dieta vegana propicia inúmeros benefícios a saúde. Além disso, é cada vez mais evidente que a exploração dos animais está diretamente relacionada a problemas ambientais que estão devastando nosso planeta como: o desmatamento, a poluição das águas e atmosfera. No entanto a população está apática devido à falta de informação e conhecimento sobre o assunto.

Descubra o veganismo. Você pode viver sem explorar os Animais!  

* Todos somos animais, mas o trecho se refere à animais não humanos.